terça-feira, 30 de maio de 2017

Educação sem machismo: o evento

Cristina Maria Rosa

Ocorreu na semana que passou, mais precisamente no dia 26/05, pela manhã, o Seminário Educação Sem Machismo – realização da Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul – com o apoio do Núcleo de Gênero e Diversidade Sexual da UFPel. O objetivo é capacitar educadores para abordar os temas como violências de gênero e machismo, através de ferramentas que promovam a igualdade nos ambientes de ensino como escolas e universidades.
Lideradas pela Deputada Estadual Manuela D’Ávila – Procuradora Especial da Mulher da Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul – um grupo de pesquisadoras contribuiu para o diálogo, travado com um público atento e participativo. Na ocasião, a professora Cristina Maria Rosa, docente na FaE/UFPel, abordou o tema: Leitura para meninas: um punho e um útero. A conferência se originou em um trabalho de pesquisa e extensão que vem sendo desenvolvido desde 2016 e que foi publicizado pela primeira vez em no dia oito de março, dia internacional da mulher, em uma atividade intitulada Leituras para Meninas.
Realizado no auditório da Faculdade de Direito, entre as 10 e as 12 horas, a abertura contou com as palavras do Reitor da UFPel, professor Pedro Curi Hallal, que reafirmou a importância do tema à plateia que lotou o auditório. Nele, estudantes das redes de ensino da cidade, convidados, professores e pesquisadores.
Ao usar a palavra para abrir o evento, a Deputada Manuela D’Ávila, Procuradora Especial da Mulher da Assembléia Legislativa, informou que o programa que originou o Seminário foi criado na AL em função de um chamamento da ONU pelo empoderamento das mulheres. Após o primeiro, em Porto Alegre, a demanda pela descentralização ocorreu em todo o Rio Grande do Sul, e a UFPel foi a primeira Universidade a recebê-lo. Em suas palavras: “Precisamos pensar uma educação que não reproduza a desigualdade de gênero. Necessitamos debater a equidade de gênero na escola, no trabalho, no poder e, para desenvolver o País, precisamos envolver igualmente mulheres e homens na economia”.
As demais participantes da mesa foram a Coordenadora de Gênero e Diversidade Sexual da Universidade, Drª. Eliane Pardo, a Coordenadora do Laboratório de Estudos Feministas da UFPEL, Drª. Rejane Barreto Jardim e a Professora de Sociologia da UCPel, Carla Ávila.
Conheça na íntegra, a conferência da professora Cristina Rosa.

Nenhum comentário:

Alfabeteando...

Olá, bem vindo!

Um "Alfabeto à parte" foi criado em setembro de 2008 e tem como objetivo discutir a leitura e a literatura na escola. Nele disponibilizo o que penso, estudos sobre documentos raros e meus contos, além de uma lista do que gosto de ler.

Em 2013 concluí pesquisa sobre o Abecedário Ilustrado Meu ABC, de Erico Verissimo, publicado pelas Oficinas Gráficas da Livraria do Globo em 1936. O lançamento do livro e sua repercussão estão no Blog. Alguns artigos sobre a pesquisa também. Leia e dê sua opinião.

A novidade, em 2015, foi a inauguração da Sala de Leitura Erico Verissimo, um sonho antigo que agora se realiza. Em 2016, o processo de restauro da Biblioteca na Escola Fernando Treptow, inaugurada em 25 de novembro.

Em 2017 estou produzindo a Biografia de João Bez Batti. Através de relatos pessoais nos quais a criançaque João foi é a personagem principal, recosntruo, com narrativas litetárias, seu descobrimento como escultor. Bilíngue (português e italiano) o livro tem data para ser lançado: 11/11/2017.

Abraço

Cristina

Arquivo do blog