quinta-feira, 30 de março de 2017

Diversão e arte, música e poesia: Sarau no Mercado

Um sarau para mulheres e amores ocorrerá no dia 01 de Abril , sábado, à 16 horas, no Mercado Central. A convite da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura de Pelotas, o “Sarau no Mercado: para mulheres e seus amores” terá diversão e arte, música e poesia.
Organizado pelo GELL – Grupo de Estudos em Leitura Literária - e apoiado pelo PET Educação, será repleto de sons e leituras poéticas de autoras mulheres, brasileiras e outras, de além mar...
O evento integra as homenagens ao Dia Internacional da MULHER, ocorrido em 8 de março. É também em apoio às lutas que as mulheres empreendem para manter direitos e conquistas.
Participe. Venha ao Mercado Central e aproveite uma tarde de deleite literário. Traga seus amores: filhas, mães, avós, namoradas, esposas...

Créditos:
“Sarau no Mercado: para mulheres e seus amores”.
Local: Mercado Central de Pelotas. Centro Histórico.
Duração: 1 hora. Das 16 às 17 horas.
Local: Pátio 4.
Apoio: PET Educação

quinta-feira, 23 de março de 2017

Mia Couto: textos escolhidos: uma micropolítica de leitura

O projeto “Mia Couto: textos escolhidos” foi desenvolvido nos dias 14, 15 e 16 de março de 2017, entre as 17 e as 19 horas, no Casarão 8 - Auditório do Museu do Doce - no centro histórico de Pelotas, RS. Constituído de leitura e diálogo sobre contos escritos por Mia Couto e durante os três dias, uniu apreciadores da obra e das peculiaridads deste esctitor.
O Projeto:
Descrição do Projeto: O curso curto “Mia Couto: textos escolhidos” constituiu-se de leituras públicas de fragmentos literários poéticos e narrativos do escritor moçambicano nascido António Emílio Leite Couto. Foi de responsabilidade do GELL - Grupo de Estudos em Leitura Literária da FaE/UFPel, Sala de Leitura Eriuco Verissimo e PET Educação.
Integrado às micropolíticas de leitutra que a Sala de Leitura Erico Verissimo vem propondo desde 2015, o curso curto “Mia Couto: textos escolhidos” intencionou apresentar aos participantes fragmentos de obras do escritor moçambicano em língua portuguesa. Dando continuidade à primeira iniciativa ocorrida em 2017, que teve como escritor estudado o romancista José Saramago, a proposta foi ler para aprender a apreciar os escritos de Mia Couto.
Para o GELL, ler autores em língua portuguesa objetiva:
ü  dar a conhecer textos literários de qualidade;
ü  realizar leituras orais e comentadas de autores de além mar, em língua portuguesa;
ü   reunir leitores e apreciadores de literatura;
ü  utilizar para tal um espaço da universidade, público, portanto;
ü  ler para a cidade.

Datas, temas e textos:
14/03: Cristina Maria Rosa e a literatura para crianças de Mia Couto
Textos: O adiado avô (conto) e Sapatos de tacão alto (conto).
15/03: Beatriz Helena da Rosa Pereira: Contos e um ensaio de Mia Couto;
Textos: O menino que escrevia versos (conto), A menina sem palavra (conto) e Quebrar armadilhas (ensaio).
16/03: Márcia Duarte e os textos para adultos de Mia Couto.
Texto: E se Obama fosse africano?
O curso de três dias integra as Micropolíticas de Leitura da Sala de Leitura Erico Verissimo em 2017 e é destinado ao público em geral. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo e-mail cris@ufpel.cthe.br
Coordenação: Cristina Maria Rosa.
Docente no Departamento de Ensino da FaE/UFPel.
Coordenadora do GELL e Tutora PET Educação gestão 2016-2019.
A participação foi certificada.

domingo, 12 de março de 2017

Mulheres leem mulheres: as imagens

Crstina e Virgínia, comemorando a vida...
Cristina, Patrícia e Messina: reencontro
Um presente: mulheres inspiradoras...
Márcia: Lendo Chimamanda...
Érica e Felicidade Clandestina,
de Clarice Lispector
Patricia Feijó: Cenozóica Era, de Leida Lusmar

Tica nos convida a ouvir Wislawa Szymborska

sexta-feira, 10 de março de 2017

11 de março: Poemas para mulheres

Neste sábado, em mais uma das atividades do GELL - Grupo de estudos em Leitura Literária da FaE/UFPel - haverá leituras para mulheres.
A convite da Secretaria Municipal da Cultura de Pelotas, poesias de autoras mulheres foram selecionadas para integrar a semana em comemoração e luta por conquistas: culturais, sociais, trabalhistas e políticas para as mulheres.
As autoras selecionadas pelo GELL e que serão apresentadas ao público foram:
ü  Adelia Prado
ü  Angélica Freitas
ü  Chimamanda Ngozi Adichie
ü  Cora Coralina
ü  Florbela Espanca
ü  Marta Medeiros.
Os poemas serão intercalados com Acordes ao Violão de Rafaela Camargo. O espetáculo terá duração de 50 minutos, é aberto ao público e gratuito.

Créditos:
Título: Poemas para mulheres ao som de Rafaela Camargo
Responsabilidade: GELL/FaE/UFPell
Quando: 11 de março de 2017.
Onde: Largo do Teatro Sete de Abril. Centro Histórico, Pelotas, RS.
Hora: 16 às 17.
Gratuito.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Mulheres leem mulheres

Neste março de 2017, propusemos à Faculdade de Educação da UFPel a realização, no Dia Internacional da Mulher, de um programa de leitura para mulheres. E solicitamos à PREC/UFPel, um espaço para tal no Museu do Doce (Casarão 8, Centro Histórico de Pelotas).
Peculiaridade de nosso grupo, a leitura para o GELL é, também a invenção de um modo de ser e estar entre outras mulheres, conhecendo o que escritoras deixam como marca em seus contos, romances, poemas. Conheça nosso programa e venha para este momento de aprendizagem e deleite.

1 - Dados da proponente
Nome: Cristina Maria Rosa
Endereço: Av. 25 de Julho, 755/199. Bairro Três Vendas. Pelotas, RS
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9237082032521185
Departamento/Unidade: Departamento de Ensino. Faculdade de Educação/UFPel.


2 - Dados do Projeto
Título: Mulheres leem mulheres.
Complemento: Leitura e diálogo sobre contos escritos por mulheres.
Público: Cidade de Pelotas
Segmento Cultural: (x) ideias (palestras, seminários e debates).
Espaço Pretendido:( x) Auditório

3 - Descrição do Projeto
O evento Mulheres leem Mulheres constitui-se de leituras públicas de fragmentos literários (poéticos e narrativos) de escritoras brasileiras e não só. Será de responsabilidade do GELL - Grupo de Estudos em Leitura Literária da FaE/UFPel – e está integrado a outras atividades pensadas para o dia 08 de março que serão desencadeadas pela Faculdade de Educação. Destinado ao público em geral (cidade de Pelotas), as inscrições serão gratuitas e a participação certificada.


4 - Justificativa
Integrado a uma data especial e tendo como foco a leitura literária, ler publicamente tem sido a ênfase do GELL - Grupo de Estudos em Leitura Literária da FaE/UFPel. A leitura de autoras mulheres, por mulheres que amam ler e para a cidade inclui cinco objetivos:
ü    ler textos literários de qualidade;
ü    ler mulheres;
ü    reunir mulheres leitoras;
ü    ler em um espaço da universidade;
ü    ler para a cidade.
Essa agregação de valores constitui, por si só, a justificativa de relevância do evento.

5 –Sinopse
Leitura literária de textos poéticos e/ou narrativos de escritoras mulheres.

6 - Ficha Técnica
Leitora: Beatriz Helena da Rosa Pereira (licenciada em Letras e Mestre em Literatura).
Texto: Poemas de Wislawa Chemborska.
Leitora: Maristela Gonçalves Sousa Machado.
Textos: Florbela Espanca e Silvia Plath.
Leitora: Cristina Maria Rosa (Pedagoga e Doutora em Educação).
Texto: Poemas de Cecília Meireles.
Leitora: Érica Machado Leopoldo (Licenciada em Filosofia, Estudante de Pedagogia e integrante do GELL).
Texto: Felicidade Clandestina, de Clarice Lispector.
Leitora: Patrícia Feijó (Historiadora, Especialista em Educação).
Texto: Cenozóica era e A medonha, de Leida lusmar.
Leitora: Márcia Duarte (Pedagoga, Especialista em Letras).
Texto: Narrativas de Chimamanda Ngozi Adichie.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Leituras para meninas: eu recomendo!

Na semana que antecede uma importante data, o dia internacional das mulheres, decidi recomendar uma lista de livros. Eles têm em comum, temas ou protagonistas meninas, mocinhas ou mulheres que extrapolam os clássicos papeis destinados culturalmente ao gênero feminino.
Na construção dessas personagens e tramas, os autores e autoras, apresentam ao leitor, perfis, ideias, tramas e desfechos inusitados, inteligentes, bem humorados, afetivamente includentes e com lógicas não violentas. Se um “clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer", como afirma Ítalo Calvino, esta lista preparada por mim para ti, pode ser lida para todas as crianças, meninos ou meninas.
As datas das edições que tenho indicam que há muito tempo estamos recebendo de autores e ilustradores um rico repertório de títulos que abordam a educação de crianças com mais delicadeza, criatividade, pertencimento, gentileza. Vamos à lista:
1982: Maria vai com as outras, de Sylvia Orthof;
1998: Teresinha e Gabriela, de Ruth Rocha
1999: A Zeropéia, de Herbert de Souza;
2000: Bisa Bia, Bisa Bel, de Ana Maria Machado
2001: Pandolfo Bereba, de Eva Furnari;
2003: Nós, de Eva Furnari;
2004: Ceci tem pipi? De Thierry Lenain
2008: Chapeuzinho amarelo, de Chico Buarque;
2009: Ervilina e o princês, de Sylvia Orthof;
2011: Vermelho amargo, de Bartolomeu Campos de Queirós;
2012: Uma chapeuzinho vermelho, de Marjolaine Leray;
2016: A ervilha que não era torta... mas deixou uma princesa assim, de Maria Amália Camargo;
2016: Clarice Lispector para meninas e meninos, de Nádia Fink e Pitu Saá.
Aproveite a data e essas obras incríveis para deleitar-se com seus filhos, sobrinhos, meninas ou meninos que frequentam sua sala de aula. E ouça o programa Tons e Letras. Ele vai ao ar às 11 horas dos sábados, na FM Cultura de Porto Alegre.

Ficha técnica:
Tons & Letras
Apresentação: Luís Dill
Produção: Luís Dill
Horário: Sábados, às 11h
Twitter: @fm_cultura
Facebook: fmcultura107.7

Alfabeteando...

Olá, bem vindo!

Um "Alfabeto à parte" foi criado em setembro de 2008 e tem como objetivo discutir a leitura e a literatura na escola. Nele disponibilizo o que penso, estudos sobre documentos raros e meus contos, além de uma lista do que gosto de ler.

Em 2013 concluí pesquisa sobre o Abecedário Ilustrado Meu ABC, de Erico Verissimo, publicado pelas Oficinas Gráficas da Livraria do Globo em 1936. O lançamento do livro e sua repercussão estão no Blog. Alguns artigos sobre a pesquisa também. Leia e dê sua opinião.

A novidade, em 2015, foi a inauguração da Sala de Leitura Erico Verissimo, um sonho antigo que agora se realiza. Em 2016, o processo de restauro da Biblioteca na Escola Fernando Treptow, inaugurada em 25 de novembro.

Em 2017 estou produzindo a Biografia de João Bez Batti. Através de relatos pessoais nos quais a criançaque João foi é a personagem principal, recosntruo, com narrativas litetárias, seu descobrimento como escultor. Bilíngue (português e italiano) o livro tem data para ser lançado: 11/11/2017.

Abraço

Cristina