quinta-feira, 2 de março de 2017

Leituras para meninas: eu recomendo!

Na semana que antecede uma importante data, o dia internacional das mulheres, decidi recomendar uma lista de livros. Eles têm em comum, temas ou protagonistas meninas, mocinhas ou mulheres que extrapolam os clássicos papeis destinados culturalmente ao gênero feminino.
Na construção dessas personagens e tramas, os autores e autoras, apresentam ao leitor, perfis, ideias, tramas e desfechos inusitados, inteligentes, bem humorados, afetivamente includentes e com lógicas não violentas. Se um “clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer", como afirma Ítalo Calvino, esta lista preparada por mim para ti, pode ser lida para todas as crianças, meninos ou meninas.
As datas das edições que tenho indicam que há muito tempo estamos recebendo de autores e ilustradores um rico repertório de títulos que abordam a educação de crianças com mais delicadeza, criatividade, pertencimento, gentileza. Vamos à lista:
1982: Maria vai com as outras, de Sylvia Orthof;
1998: Teresinha e Gabriela, de Ruth Rocha
1999: A Zeropéia, de Herbert de Souza;
2000: Bisa Bia, Bisa Bel, de Ana Maria Machado
2001: Pandolfo Bereba, de Eva Furnari;
2003: Nós, de Eva Furnari;
2004: Ceci tem pipi? De Thierry Lenain
2008: Chapeuzinho amarelo, de Chico Buarque;
2009: Ervilina e o princês, de Sylvia Orthof;
2011: Vermelho amargo, de Bartolomeu Campos de Queirós;
2012: Uma chapeuzinho vermelho, de Marjolaine Leray;
2016: A ervilha que não era torta... mas deixou uma princesa assim, de Maria Amália Camargo;
2016: Clarice Lispector para meninas e meninos, de Nádia Fink e Pitu Saá.
Aproveite a data e essas obras incríveis para deleitar-se com seus filhos, sobrinhos, meninas ou meninos que frequentam sua sala de aula. E ouça o programa Tons e Letras. Ele vai ao ar às 11 horas dos sábados, na FM Cultura de Porto Alegre.

Ficha técnica:
Tons & Letras
Apresentação: Luís Dill
Produção: Luís Dill
Horário: Sábados, às 11h
Twitter: @fm_cultura
Facebook: fmcultura107.7

Nenhum comentário:

Alfabeteando...

Olá, bem vindo!

Um "Alfabeto à parte" foi criado em setembro de 2008 e tem como objetivo discutir a leitura e a literatura na escola. Nele disponibilizo o que penso, estudos sobre documentos raros e meus contos, além de uma lista do que gosto de ler.

Em 2013 concluí pesquisa sobre o Abecedário Ilustrado Meu ABC, de Erico Verissimo, publicado pelas Oficinas Gráficas da Livraria do Globo em 1936. O lançamento do livro e sua repercussão estão no Blog. Alguns artigos sobre a pesquisa também. Leia e dê sua opinião.

A novidade, em 2015, foi a inauguração da Sala de Leitura Erico Verissimo, um sonho antigo que agora se realiza. Em 2016, o processo de restauro da Biblioteca na Escola Fernando Treptow, inaugurada em 25 de novembro.

Em 2017 estou produzindo a Biografia de João Bez Batti. Através de relatos pessoais nos quais a criançaque João foi é a personagem principal, recosntruo, com narrativas litetárias, seu descobrimento como escultor. Bilíngue (português e italiano) o livro tem data para ser lançado: 11/11/2017.

Abraço

Cristina