segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Autobiografia de Saramago: textos prévios para o primeiro dia

A coordenação do 3º Curso Mediadores em Leitura Literártia organizou dois textos prévios para os inscritos, e os enviou por e-mail. A leitura busca familiarizar os participantes com a linguagem e com a biografia do autor português falecido em 2010.

1. O primeiro deles é a autobiografia que está diponível no sitio Fundação José Saramago:http://www.josesaramago.org/
O texto, escrito pelo autor, tu encontras em:
http://www.josesaramago.org/autobiografia-de-jose-saramago/


2. O segundo texto é intitulado Mulheres de Saramago e pode ser lido aqui:


As “mulheres” de Saramago

Cristina Maria Rosa

A partir da autobiografia de Saramago, recolhi, recortei e dei nomes femininos a episódios, pessoas, momentos e relações do escritor com “figuras femininas” que o conformaram como sujeito, amante, escritor, cidadão. Aproveite o recorte e conheça mais de Saramago lendo sua autobiografia em http://www.josesaramago.org/jose-saramago/

Azinhaga, uma pequena povoação
Nascimento
16 de Novembro de 1922

Maria da Piedade
Mãe
Família de camponeses
Lisboa
1924
Urbanidade
Josefa Caixinha.

Avó materna
Infância
Escola
Bom aluno na escola primária

Na segunda classe já escrevia sem erros de ortografia
Casa
“Só para nós”, aos 13 ou 14 anos
Pequeníssima
Liceu
Notas excelentes no primeiro ano, bastante menos boas no segundo, mas estimado por colegas e professores.
Eleito aos 12 anos tesoureiro da associação acadêmica.
Escola de ensino profissional
Dos 14 aos 19 anos aprendeu o ofício de serralheiro mecânico.
Incluía, além do Francês, uma disciplina de Literatura.
Leitura
Livros meus, comprados por mim, só os pude ter aos 19 anos.

Fruição literária
Livros escolares de Português, pelo seu carácter “antológico”.
Poesia
Biblioteca pública de Lisboa
Frequentou nos períodos nocturnos de funcionamento.
Guiado pela curiosidade e pela vontade de aprender, o gosto pela leitura se desenvolveu e apurou.

Ilda Reis
Casamento em 1944
Dactilógrafa, faleceria em 1998.
Violante
Nascimento em 1947
Filha única
Ausência
Até 1966
Ausente do mundo literário português
Poesia
Poemas possíveis, 1966
Publicação
Amizades

Trabalho em editora no final dos anos 50
Amizade com alguns dos mais importantes escritores portugueses
Tradução
A partir de 1955 até 1981
Colette, Pär Lagerkvist, Jean Cassou, Maupassant, André Bonnard, Tolstoi, Baudelaire, Étienne Balibar, Nikos Poulantzas, Henri Focillon, Jacques Roumain, Hegel, Raymond Bayer foram alguns
Crítica literária
Maio de 1967 e Novembro de 1968,

Separação
Divorciado em 1970

Isabel da Nóbrega
Relação de convivência, que duraria até 1986.
Escritora portuguesa
Escrita Cultural

1971-1973: editorialista e coordenador de suplemento cultural
Diário de Lisboa 
Escrita literária
Poema, romance e artigos de teor político
O Ano de 1993, anunciador das obras de ficção que dois anos depois se iniciaria; Manual de Pintura e Caligrafia e Os Apontamentos.
Lavre, uma povoação rural da província do Alentejo.
1975 e a decisão por dedicar-se inteiramente à literatura
Origem, em 1980, ao romance Levantado do Chão, em que nasce o modo de narrar que caracteriza a sua ficção novelesca.
Pilar del Río.
Casamento em 1988.
Jornalista espanhola
Censura
O evangelho segundo Jesus Cristo
Vetado ao Prêmio Literário Europeu sob pretexto de que o livro era ofensivo para os católicos
Ilha de Lanzarote, no arquipélago de Canárias
Moradia a partir de fevereiro de 1993
Pilar e José
Sociedade
participei em acções reivindicativas da dignificação dos seres humanos e do cumprimento da Declaração dos Direitos Humanos

Pessoa como prioridade absoluta

Fundação em Lisboa (2007)
Defesa e a exigência de cumprimento da Carta dos Direitos Humanos, além da atenção que devemos, como cidadãos responsáveis, ao cuidado do meio ambiente.
Defesa e a divulgação da literatura contemporânea,

Casa dos Bicos, em Lisboa
Sede da Fundação José Saramago
Julho de 2008


Projetos vivos de agitação cultural e propostas transformadoras da sociedade.
Morte
18 de Junho de 2010.




Nenhum comentário:

Alfabeteando...

Olá, bem vindo!

Um "Alfabeto à parte" foi criado em setembro de 2008 e tem como objetivo discutir a leitura e a literatura na escola. Nele disponibilizo o que penso, estudos sobre documentos raros e meus contos, além de uma lista do que gosto de ler.

Em 2013 concluí pesquisa sobre o Abecedário Ilustrado Meu ABC, de Erico Verissimo, publicado pelas Oficinas Gráficas da Livraria do Globo em 1936. O lançamento do livro e sua repercussão estão no Blog. Alguns artigos sobre a pesquisa também. Leia e dê sua opinião.

A novidade, em 2015, foi a inauguração da Sala de Leitura Erico Verissimo, um sonho antigo que agora se realiza. Em 2016, o processo de restauro da Biblioteca na Escola Fernando Treptow, inaugurada em 25 de novembro.

Em 2017 estou produzindo a Biografia de João Bez Batti. Através de relatos pessoais nos quais a criançaque João foi é a personagem principal, recosntruo, com narrativas litetárias, seu descobrimento como escultor. Bilíngue (português e italiano) o livro tem data para ser lançado: 11/11/2017.

Abraço

Cristina