sábado, 4 de junho de 2016

Pesquisa com bebês: um roteiro

Bebês sabem ler? Como aprendem? O que é pesquisa com bebês? É possível acompanhar as conquistas espontâneas e mediadas de um bebê no que diz respeito à leitura literária? Buscando responder a essas perguntas, criei um roteiro para registrar interações de bebês com o livro e a leitura. São alguns passos que indicam o que e como fazer. A seguir, os passos que criei.

1. O que ler?
De preferência ler uma história completa, bem pausadamente, com a criança no colo e o livro em frente as duas, leitora e criança. Durante a leitura, fazer comentários sobre o que está ocorrendo ou sobre as ilustrações que há nele.
2. Como ler?
Primeiro, convidar a pequena para ouvir a história: Vamos ler uma história? Queres ouvir uma história? Vem no colo da tia para lermos uma história? Transformar esse momento em rotina: sempre que estiver com a tia, terá uma história.
Segundo: mostrar dois livros (as capas, e dizer do que se trata). Por exemplo: queres que eu leia este, da Chapeuzinho Vermelho, ou este, da Princesa de sapatinho de cristal? E pedir que ela escolha um para ser lido.
Elogiar a escolha: muito bem, que livro bacana que tu escolheste! Estou muito curiosa para saber o que acontece com a Princesa do sapatinho de cristal. Vamos ler? Vem para o colo?
 3. Ler emocionando
O tempo todo o livro e ao ler, se deslumbrar com o que acontece “Que maravilha, a fada transformou abóboras em uma carruagem!” e perguntar pela continuidade: “O que será que acontece agora?” Indicar com o dedo, imagens ou parte delas e ressaltar para a bebê: “Olha só que bacana o sapatinho dela, como brilha. Pudera, é de cristal!!!! Eu queria ter um assim...” Perguntar: “Será que podemos ter um sapatinho de cristal igual ao da princesa? Vamos perguntar para a vovó\mamãe?”
4. Depois de ler 
Ao fim da leitura, perguntar se ela gostou e dizer que tu, sim, gostou. Perguntar se ela quer conhecer outras histórias e prometer ler novamente em outro dia. Convidar para voltar\ler\ver as imagens. Depois, indicar (dizer à criança) que o livro vai ser guardado e vai esperar por ela no próximo dia ou semana em que ela virá te visitar. E perguntar: Semana que vem vamos ler de novo? E prometer: Na semana que vem, vou te esperar com um livro bem bacana para lermos...
5. Guardar
Pedir ajuda para guardar. Escolher um lugar para isso. Se já tem, indicar: o livro vai ficar aqui, na biblioteca, esperando por ti. Semana que vem, vamos encontrá-lo aqui. Viste como têm muitos? Mostrar a ela os livros no local onde ficam...
6. Partilhar e publicizar
Falar e mostrar aos outros (mãe, avó) que leram e onde está o livro para ser lido novamente na semana que vem. Ex: “Olha só, vovó, eu e a bebê lemos tal livro e o guardamos aqui, junto com os outros. Semana que vem, vamos ler novamente...”
A pesquisa
O trabalho de pesquisa começa quando escolhemos os livros. Critérios para tal estão disponíveis em outra matéria neste blog. O que devemos fazer com essas interações: Observar, registrar, filmar, gravar, anotar. É dessas observações inventariadas que obteremos as informações para pensar e intervir mais qualificada ente na próxima vez.

Nenhum comentário:

Alfabeteando...

Olá, bem vindo!

Um "Alfabeto à parte" foi criado em setembro de 2008 e tem como objetivo discutir a leitura e a literatura na escola. Nele disponibilizo o que penso, estudos sobre documentos raros e meus contos, além de uma lista do que gosto de ler.

Em 2013 concluí pesquisa sobre o Abecedário Ilustrado Meu ABC, de Erico Verissimo, publicado pelas Oficinas Gráficas da Livraria do Globo em 1936. O lançamento do livro e sua repercussão estão no Blog. Alguns artigos sobre a pesquisa também. Leia e dê sua opinião.

A novidade, em 2015, foi a inauguração da Sala de Leitura Erico Verissimo, um sonho antigo que agora se realiza. Em 2016, o processo de restauro da Biblioteca na Escola Fernando Treptow, inaugurada em 25 de novembro.

Em 2017 estou produzindo a Biografia de João Bez Batti. Através de relatos pessoais nos quais a criançaque João foi é a personagem principal, recosntruo, com narrativas litetárias, seu descobrimento como escultor. Bilíngue (português e italiano) o livro tem data para ser lançado: 11/11/2017.

Abraço

Cristina

Arquivo do blog