sábado, 15 de novembro de 2008

Luíza

Escrever um livro é uma das maneiras de eternizar um amor. Escrever é uma invenção humana ainda usada para dizer, sem que ninguém duvide, que admiramos alguém. Escrever é a possibilidade de marcar uma época, um lugar, um jeito de ser.
Foi assim que surgiu esse livro...
Entre tantas escritas que venho realizando, escrever para a Luíza foi a maneira que encontrei para eternizar seu pertencimento em minha vida. Com ele pretendi dizer que meu dia fica melhor quando a encontro para almoçar e que o olhar admirado que dedica ao meu filho me comove.
Lançado na Feira do Livro de Pelotas (15/11), "Luíza" tem como personagem central uma garotinha que nasceu com a Síndrome de Down. Foi escrito para que pais e professores leiam para suas crianças. Luíza, a menina que inspirou a História, esteve na Feira e autografou todos os livros.

Um comentário:

Vaz disse...

Oi Cris, "estou na área!"

Alfabeteando...

Olá, bem vindo!

Um "Alfabeto à parte" foi criado em setembro de 2008 e tem como objetivo discutir a leitura e a literatura na escola. Nele disponibilizo o que penso, estudos sobre documentos raros e meus contos, além de uma lista do que gosto de ler.

Em 2013 concluí pesquisa sobre o Abecedário Ilustrado Meu ABC, de Erico Verissimo, publicado pelas Oficinas Gráficas da Livraria do Globo em 1936. O lançamento do livro e sua repercussão estão no Blog. Alguns artigos sobre a pesquisa também. Leia e dê sua opinião.

A novidade, em 2015, foi a inauguração da Sala de Leitura Erico Verissimo, um sonho antigo que agora se realiza. Em 2016, o processo de restauro da Biblioteca na Escola Fernando Treptow, inaugurada em 25 de novembro.

Em 2017 estou produzindo a Biografia de João Bez Batti. Através de relatos pessoais nos quais a criançaque João foi é a personagem principal, recosntruo, com narrativas litetárias, seu descobrimento como escultor. Bilíngue (português e italiano) o livro tem data para ser lançado: 11/11/2017.

Abraço

Cristina