sábado, 29 de julho de 2017

Pelotas para Estrangeiros...

 “Bom dia! Estou iniciando uma pesquisa sobre Pelotas. Podes responder? Qual o ponto histórico da cidade que deve ser apresentado a um estrangeiro?”
Foi desse modo que dei início a uma pesquisa que visa descobrir os pontos – lugares, momentos, significações – que o patrimônio histórico, cultural e arquitetônico produz nas pessoas que aqui nasceram ou escolheram para viver. As respostas, vindas tão rápido quando uma mensagem de WhatsApp, confirmaram o que é evidente: Pelotas é rica arquitetonicamente e queremos mostrar aos outros o que temos de melhor, mais intenso, mais preservado, mais opulento. Entre as respostas, uma de alguém que já não vive mais aqui, mas sempre foi apaixonada pela princesa do sul:
“Oi Cris. Pelotas é tão linda que fica difícil escolher apenas um ponto turístico, porque Pelotas é um conjunto de obras arquitetônicas. Mas o meu preferido é. sem dúvida, a Biblioteca Pública. Além de ser um edifício monumental e atraente, tem museu e a sacada do prédio permite uma vista panorâmica da praça. A BPP representa a princesinha do Sul”

A todos que responderam, agradeço.
Conheça agora, os pontos escolhidos para serem apresentados a um estrangeiro. O resultado, até agora com 158 votos, por ordem de escolha foi:

1.                 Charqueadas, 24 votos;
2.                 Mercado Central, 19 votos;
3.                 Biblioteca Pública Pelotense, 18 votos;
4.                 Centro Histórico e Museu da Baronesa, 11 votos cada;
5.                 Casarões 10 votos;
6.                 Laranjal, 9 votos;
7.                 Praça Cel. Pedro Osório, 8 votos;
8.                 Teatro Sete de Abril, 7 votos;
9.                 Grande Hotel, 5 votos;
10.             Catedral São Francisco de Paulo; 4 votos;
11.             Fonte das Nereidas, Mercado das Pulgas, Porto e Teatro Guarani, 3 votos cada;
12.             Alfândega, Igreja Cabeluda, Prefeitura e Colônia, 2 votos cada;

13.             Anglo, Café Dádiva, Caixa D’Água, Cancha de Bocha Santa Teresinha, Casario no Porto, Castelinho JSLN, Dunas do Laranjal, Estação Ferroviária, Estátua JSLN, Fábricas antigas, Feira de Antiguidades, Granja Santa Helena, Igreja do Porto, Igreja Pão dos Pobres, Ipê florido na esquina da Barroso com Avenida, Museu do Doce, Obelisco, Praça da Alfândega, Praça do Colono e Quadrado, um voto cada.

Nenhum comentário:

Alfabeteando...

Olá, bem vindo!

Um "Alfabeto à parte" foi criado em setembro de 2008 e tem como objetivo discutir a leitura e a literatura na escola. Nele disponibilizo o que penso, estudos sobre documentos raros e meus contos, além de uma lista do que gosto de ler.

Em 2013 concluí pesquisa sobre o Abecedário Ilustrado Meu ABC, de Erico Verissimo, publicado pelas Oficinas Gráficas da Livraria do Globo em 1936. O lançamento do livro e sua repercussão estão no Blog. Alguns artigos sobre a pesquisa também. Leia e dê sua opinião.

A novidade, em 2015, foi a inauguração da Sala de Leitura Erico Verissimo, um sonho antigo que agora se realiza. Em 2016, o processo de restauro da Biblioteca na Escola Fernando Treptow, inaugurada em 25 de novembro.

Em 2017 estou produzindo a Biografia de João Bez Batti. Através de relatos pessoais nos quais a criançaque João foi é a personagem principal, recosntruo, com narrativas litetárias, seu descobrimento como escultor. Bilíngue (português e italiano) o livro tem data para ser lançado: 11/11/2017.

Abraço

Cristina