segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Eu recomendo: 111 poemas para crianças, de Sérgio Capparelli.

O livro 111 poemas para crianças, de Sérgio Capparelli (Edição é L&PM e as ilustrações da Ana Gruzinski) é uma antologia da obra poética infantil do autor: uma seleção dos versos preferidos do escritor que nasceu mineiro e se apaixonou pelo Rio Grande do Sul.
Sérgio Capparelli, o autor, estudou Jornalismo na UFRGS, trabalhou nos jornais Zero Hora e Folha da Manhã e foi professor no curso de jornalismo da PUCRS e da UFRGS.
Em sua novela infanto-juvenil Os Meninos da Rua da Praia – apresentou a Porto Alegre aos porto-alegrenses.E isso, em 1979.
No livro que recomendo, 111 poemas para crianças, há escritos sobre pequenas coisas, poemas que tratam da realidade infantil, que encantam por causa da forma, da sonoridade ou da musicalidade das palavras. E ainda, poemas sobre animais e sobre gente, poemas visuais – que cativam pelo significado – e poemas “nonsense!” que jogam com a imaginação.
Um dos mais engraçados é “Traças de regime”, publicado à página 34:

As traças gostam de suspense:
Leem com cuidado
E de olhos fechados.

Se estão com presa,
Comem sanduíches de escritores importantes,
Cecília Meireles, Lígia Bojunga,
Hesíodo e os deuses gregos.

Elas dão conselhos:
“As histórias lacrimejantes são melhores porque facilitam a digestão”.
E estamos conversados!

Traças iletradas são sem cerimônia:
Comem heróis, heroínas, enredos,
E no fim, devoram o autor.

Ah, as traças, como evitá-las?
Comem Mario Quintana, devoram os dois Verissimos (Pai e filho)
E de sobremesa, encomendam escritores bem românticos.

Olha, lá vai uma arrotando Lobato.

Uma das qualidades da obra é a quantidade e a variedade dos poemas. Com o livro, os professores têm em mãos 111 dias de poesia. Como o ano letivo possui 200 dias, o livro é uma excelente escolha na relação custo/benefício, um dos critérios que deve ser levado em conta quando estamos adquirindo um acervo.
Para os pais que intencionam oferecer variedade de gêneros literários em casa, Capparelli é uma opção inigualável: diferentemente de outras antologias em que organizadores renomados indicam o que gostam de ler e ouvir, Capparelli é autor de seus poemas e essa condição, a autoria, aproxima os pequenos do fazer poético, ou seja, da linguagem típica do gênero.
Neste momento é importante lembrar Mário Quintana, que, em 1948, escreveu:
“Quem diz que ama a POESIA
E não a sabe fazer
É apenas um POETA inédito
Que se esqueceu de escrever…”

Leia Sérgio Capparelli para seus pequenos.
Leia poemas.
Leia 111 poemas para crianças, de Sérgio Capparelli.

111 Poemas para crianças, de Sérgio Capparelli.
Cristina Maria Rosa, 15 de fevereiro de 2016.
Ficha técnica:
Tons & Letras
Apresentação: Luís Dill
Produção: Luís Dill
Horário: Sábados, às 11h
Twitter: @fm_cultura
Facebook: fmcultura107.7

Nenhum comentário:

Alfabeteando...

Olá, bem vindo!

Um "Alfabeto à parte" foi criado em setembro de 2008 e tem como objetivo discutir a leitura e a literatura na escola. Nele disponibilizo o que penso, estudos sobre documentos raros e meus contos, além de uma lista do que gosto de ler.

Em 2013 concluí pesquisa sobre o Abecedário Ilustrado Meu ABC, de Erico Verissimo, publicado pelas Oficinas Gráficas da Livraria do Globo em 1936. O lançamento do livro e sua repercussão estão no Blog. Alguns artigos sobre a pesquisa também. Leia e dê sua opinião.

A novidade, em 2015, foi a inauguração da Sala de Leitura Erico Verissimo, um sonho antigo que agora se realiza. Em 2016, o processo de restauro da Biblioteca na Escola Fernando Treptow, inaugurada em 25 de novembro.

Em 2017 estou produzindo a Biografia de João Bez Batti. Através de relatos pessoais nos quais a criançaque João foi é a personagem principal, recosntruo, com narrativas litetárias, seu descobrimento como escultor. Bilíngue (português e italiano) o livro tem data para ser lançado: 11/11/2017.

Abraço

Cristina